Em Busca da Verdade...
Capítulo 5

O Segundo Plano Cristão-

O Messias – à partir de Jesus

PARTE 9 -

Jesus dá o relacionamento da família conforme quer

Capítulos

0- Introdução

1-Antes da Criação do Mundo

2- Período da Criação

3-Classificação dos anjos em relação aos povos da Terra

4-O Primeiro plano cristão - de Adão a Jesus (Dividido em 10 partes) leia as partes abaixo:

4.1-Adão o profeta

4.2- Adão a Noé

4.3- Primeiro pacto: Deus e Noé

4.4- Segundo pacto: Deus e Abrão

4.5-Terceiro pacto: Deus e Moises

4.6- Quarto pacto: Deus e Davi

4.7- Meios de comunicação

4.8- Análise do Profeta Isaias

4.9- Análise do Profeta Jeremias

4.10- Analise do Profeta Zacarias

5-O Segundo Plano Cristão- O Messias - apartir de Jesus (em 11 partes)

5.1- Jesus, o primeiro a ressuscitar dos mortos

5.2- Significado especial da palavra Vida e Morte

5.3- Cada um é responsável por seus atos

5.4- Os deveres dos servos Cristãos

5.5-Advertência às Igrejas Cristãs

5.6- Advertência aos Cristãos, para com o mundo espiritual

5.7- Relacionamento dos dois Adãos

5.8- Melquisedeque uma simples figura de Cristo

5.9- Jesus dá o relacionamento da família comforme quer

5.10- Classificação dos espíritos através do nascimento

5.11 Predições da vinda de Cristo nos últimos tempos

6-Juizo Final

7- Fim do Planeta Terra

 

 

 Às vezes as pessoas têm dificuldade para analisar certos trechos bíblicos, pois  lhes parecem confusos e entram em conflito com as suas doutrinas ou religiões. Então, lêem rapidamente, apenas passam por cima dos textos. Estas pessoas pensam  que, com outra interpretação, darão força  à  outra religião,  que não a sua.    se fez esse comentário anteriormente.        

Não se quer contrariar os céticos da doutrina cristã, mas encontra-se uma resistência incrível na aceitação da reencarnação.  Quando se menciona o caso de João Batista e Elias, imediatamente é citada a declaração de João Batista por ocasião do interrogatório feito pelos sacerdotes e levitas.

Evangelho S. João    cap. 1  vers.  21

21 -  E perguntaram- lhe: Então que? És tu Elias? E disse: Não sou. És tu profeta? E respondeu: Não.

 

A Bíblia não tem contradição e nem João Batista mentiu, pois um servo de Deus jamais poderia mentir. Ele afirma com certeza, pois em carne e osso, ele realmente era João Batista. Mas em Espírito, era Elias.      

Conforme afirma –se mui sutilmente em    Evangelho S. João cap. 1 vers. 22 e 23

22- Disseram-lhe pois: quem és ? para que demos resposta àquele que nos enviaram: que dizes de ti mesmo?

23- Disse: Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaias.

Jesus, passando pelo mesmo interrogatório, foi da mesma forma hábil quando pressionado pelos sacerdotes e interrogado por Pilatos.

Evangelho S. João  cap. 18  vers. 36 e  37

36 – Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo, se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus: mas agora o meu reino não é daqui.

37 -  Disse-lhe pois Pilatos:  Logo tu es rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.    

 

 “Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo,”.  Jesus com certeza precisava passar por aquela provação, não diz ser Ele o rei dos judeus, mas diz ser o filho de Deus, o Cristo.

S. Marcos  cap. 14  vers.  61 e 62

61 O sumo sacerdote lhe tornou a perguntar, e disse: És tu o Cristo, Filho do Deus Bendito?

62 E Jesus disse-lhe:  Eu o sou, e vereis o Filho do homem assentado à direita do poder de Deus, e vindo sobre as nuvens do céu.

 

Jesus por sua vez, havia sido rei dos judeus em Davi e não prevaleceu, devido às suas faltas ou transgressões, como já vimos anteriormente em sua biografia. Desta vez, veio apenas para reparar suas faltas. Como Ele em Salmos, nos capítulos  47 em diante, (especificamente no cap. 86),  suplica mais uma oportunidade para resgatar a sua alma do hades.(ou inferno)  

Na leitura dos textos que se seguem,  ter-se-á a certeza absoluta que existe a reencarnação.  E através do relacionamento familiar pode-se entender o resgate evolutivo do espírito, pelo  nascimento, às vezes na própria família.  Jesus, nos diálogos com os apóstolos nos revela  ser João Batista o mesmo espírito de Elias. E que havia promessa da sua vinda, para a chegada do Messias. Naturalmente, veio com outro nome e outro corpo material, daí a razão do povo e os escribas, logicamente, não o terem conhecido!  a não ser pela palavra e não, pelo corpo físico, e isso parece confundir um pouco as pessoas e as Igrejas .  Veja-se o que é dito em   (Apocalipse cap.  2  vers.  17,)        

17“  Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.”

Entre outras coisas Jesus anuncia o seu verdadeiro nome, que os escolhidos irão conhecer e o verdadeiro nome de cada um que retornar com Ele .  

 (Apocalipse  cap.   3  vers.  12 e 13) 

“ 12    A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.                  

13  Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. “ 

 

Outros  textos dessa parte:

S. MATEUS cap.10 vers. 29  a 42

29 Não se vendem dois passarinhos por um ceitil? e nenhum deles cairá em terra sem a vontade de vosso Pai.

30 E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.

31 Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.

32 Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.

33 Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.

34 Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.

35 Porque eu vim pôr em dissensão(Obs:  divervência) o homem contra seu pai, a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;

36 e assim os inimigos do homem serão os da sua própria casa.

37 Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.

38 E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim.

39 Quem achar a sua vida perde-la-á; e quem perder a sua vida por amor de mim acha-la-á.

40 Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou.

41 Quem recebe um profeta na qualidade de profeta, receberá a recompensa de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá a recompensa de justo.

42 E aquele que der até mesmo um copo de água fresca a um destes pequeninos, na qualidade de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá  o seu galardão.

 

Jesus dá o relacionamento à família conforme Ele quer. Sabe-se que houve um plano desde a fundação do mundo o qual todos  fizemos parte.  Querendo ou não, aqui se está, neste mundo.  Alguns procuram se justificar através da ciência, achando que quando se morre tudo está acabado mas, estes são os materialistas que procuram justificar  seus próprios atos sem ter que prestar contas ao  Criador que planejou tudo.   Pois, se todos viemos de uma jornada longa desde o principio, viemos sim, renascendo nas  mesmas famílias conforme o exemplo dado por João Batista,  ( que era ele mesmo o Elias, que havia de vir ).  No caso de Jesus sendo ele mesmo Adão, Davi e quem sabe, quantas vezes  veio para orientar os seus, como o diz:  Que Ele dá a vida quantas vezes quiser e da forma que quer. Desta maneira pode-se imaginar que Elias reencarnou na família de Zacarias, tendo o seu nome como João Batista.  Jesus fala também que “ até os cabelos de vossas cabeças estão contados “ e   diz  “ não penseis que vim trazer  paz à terra. Não vim trazer paz mas espada. Pois vim separar o filho de seu pai, a filha de sua mãe, a nora de sua sogra. “

 E assim “ as pedras de tropeço “ dos homens serão os seus familiares.       

Estaremos colocando vários textos abaixo sobre o mesmo assunto para que o leitor passa chegar as suas conclusões:

Este texto abaixo, vem a esclarecer um dos ponto de vista deste enfoque bíblico. Lembramos que Davi veio para ser Rei e Messias para o povo escolhido de Deus, no entanto Deus o põe em prova (da mesma forma que Jesus também foi tentado), mas Davi acaba pecando(ll Samuel cap.11). Satanás ganha espaço e afronta os Céus e a Deus(Sl74:18). Davi nos Salmos (69) retrata sua situação a Deus e pede  Misericórdia. Deus confirma o seu pacto com ele Davi, e retrata o que ele, Davi, iria passar(Sl 69)para esta reconciliação. Satanás acusa Jesus, pois este está com vestes sujas, pelo pecado de Davi, porém Deus reafirma o concerto com ele, o Renovo.(Zc cap.3)Fica um vácuo de tempo de Davi a Jesus, onde muitos profetas profetizaram e neste período Satanás domina os poderes do céu até João, o Batista

S. Mateus - Cap. 11 - Vers. 11 a 15

11 Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João, o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele.

12 E desde os dias de João, o Batista, até agora, o reino dos céus é tomado à força, e os violentos o tomam de assalto.

13 Pois todos os profetas e a lei profetizaram até João.

14 E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir.

15 Quem tem ouvidos, ouça.

OBS: Preste bastante atenção no que Jesus diz no versículo 12, Ele afirma que desde a Época de João Batista (lembre-se que João era primo de Jesus, e que nasceram com diferença de meses, pois as duas mães estavam grávidas juntas, além do quê, foi João que Batizou Jesus, e por isso dificilmente ele estaria falando de João Batista como João seu primo, mas sim de João com o espírito de Elias) o Reino dos céus tem sido tomado à força, por violentos combates, e por este motivo todos os profetas tem profetizado até João (13), a partir deste momento ele esclarece, que João era o Elias que tinha que vir e veio como João Batista, deixando claro que ambos tinham o mesmo espírito(14).

 

S. Mateus - Cap. 17 - Vers.  1 a  13    

1 Seis dias depois, tomou Jesus consigo a  Pedro, a Tiago e a João, irmão deste, e os conduziu à parte a um alto monte;

2 E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e os seus vestidos se tornaram brancos como a luz.

3 E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.

4 E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, farei aqui três tabernáculos, uma para ti, um para Moisés, e um para Elias.

5 Estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu; e dela saiu uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi.

6 Os discípulos, ouvindo isso, caíram com o rosto em terra, e ficaram grandemente atemorizados.

7 Chegou-se, pois, Jesus e, tocando-os, disse: Levantai-vos e não temais.

8 E, erguendo eles os olhos, não viram a ninguém senão a Jesus somente.

9 Enquanto desciam do monte, Jesus lhes ordenou: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja levantado dentre os mortos.

10 Perguntaram-lhe os discípulos: Por que dizem então os escribas que é necessário que Elias venha primeiro?

11 Respondeu ele: Na verdade Elias havia de vir e restaurar todas as coisas;

12 Mas digo-vos, que Elias já veio, e não o reconheceram; mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer  o Filho do homem.

13 Então entenderam os discípulos que lhes falava a respeito de João, o Batista.

 

S. Mateus - Cap. 12 - Vers.  33 a  37

33 Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom; ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore.

34 Raça de víboras! como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.

35 O homem bom, do seu bom tesouro tira coisas boas, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más.

36 Digo-vos, pois, que de toda palavra fútil que os homens disserem, hão de dar conta no dia do juízo.

37 Porque pelas tuas palavras serás justificado, e pelas tuas palavras serás condenado.

 

S. Mateus - Cap. 12  - Vers. 43  a 50  (47)

43   E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra.

44 Então diz: Voltarei para minha casa, donde saí. E, chegando, acha-a desocupada, varrida e adornada.

45 Então vai e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros.  Assim acontecerá também a esta geração má..

46 Enquanto ele ainda falava às multidões, estavam do lado de fora sua mãe e seus irmãos, procurando falar-lhe.

47 Disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, e procuram falar contigo.

48 Ele, porém, respondeu ao que lhe falava: Quem é minha mãe? e quem são meus irmãos?

49 E, estendendo a mão para os seus discípulos disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos.

50 Pois qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, irmã e mãe.

A parábola do semeador.

 S. Mateus - Cap. 13 - Vers. 1 a 30

1 No mesmo dia, tendo Jesus saído de casa, sentou-se à beira do mar;

2 e reuniram-se a ele grandes multidões, de modo que entrou num barco, e se sentou; e todo o povo estava em pé na praia.

3 E falou-lhes muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear.

4 e quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e comeram.

5 E outra parte caiu em lugares pedregosos, onde não havia muita terra: e logo nasceu, porque não tinha terra profunda;

6 mas, saindo o sol, queimou-se e, por não ter raiz, secou-se.

7 E outra caiu entre espinhos; e os espinhos cresceram e a sufocaram.

8 Mas outra caiu em boa terra, e dava fruto, um a cem, outro a sessenta e outro a trinta por um.

9 Quem tem ouvidos, ouça.

10 E chegando-se a ele os discípulos, perguntaram-lhe: Por que lhes falas por parábolas?

11 Respondeu-lhes Jesus: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado;

12 pois ao que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado.

13 Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e ouvindo, não ouvem nem entendem.

14 E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, e de maneira alguma entendereis; e, vendo, vereis, e de maneira alguma percebereis.

15 Porque o coração deste povo se endureceu, e com os ouvidos ouviram tardiamente, e fecharam os olhos, para que não vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, nem entendam com o coração, nem se convertam, e eu os cure.

16 Mas bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem.

17 Pois, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram.

18 Ouvi, pois, vós a parábola do semeador.

19 A todo o que ouve a palavra do reino e não a entende, vem o Maligno e arrebata o que lhe foi semeado no coração; este é o que foi semeado à beira do caminho.

20 E o que foi semeado nos lugares pedregosos, este é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria;

21 mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e sobrevindo a angústia e a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza.

22 E o que foi semeado entre os espinhos, este é o que ouve a palavra; mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e ela fica infrutífera.

23 Mas o que foi semeado em boa terra, este é o que ouve a palavra, e a entende; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.

24 Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeou boa semente no seu campo;

25 mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou joio no meio do trigo, e retirou-se.

26 Quando, porém, a erva cresceu e começou a espigar, então apareceu também o joio.

27 Chegaram, pois, os servos do proprietário, e disseram-lhe: Senhor, não semeaste no teu campo boa semente? Donde, pois, vem o joio?

28 Respondeu-lhes: Algum inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo?

29 Ele, porém, disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis com ele também o trigo.

30 Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; o trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro.

 

MATEUS  Cap. 13  vers. 35  a  43

 

35  Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta, que disse: Abrirei em parábolas a boca; publicarei coisas ocultas desde a criação do mundo.

36  Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.

37  E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente é o Filho do Homem,

38  O campo é o mundo, a boa semente são os filhos do Reino, e o joio são os filhos do Maligno.

39  O inimigo que o semeou é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

40  Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.

41  Mandará o Filho do Homem os seus anjos, e eles colherão do seu Reino tudo o que causa escândalo e os que cometem iniqüidade.

42  E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali, haverá pranto e ranger de dentes.

43  Então, os justos resplandecerão como o sol, no Reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, que ouça.

Como se vê, o próprio texto  induz a essa linha de pensamento. Jesus explica com detalhes através da parábola do semeador, que entre o período de lançamento da semente até colheita, tem-se um tempo determinado desde a criação do mundo, quando viemos, bons e maus, e  através do campo fértil da Palavra de  Deus, se está peregrinando até o final dos tempos.   Assim, e tão somente, estaríamos prontos para o retorno à vida celestial. 

No entanto uma vez que somos plantados, ou nascermos na Terra, não importa se estamos em uma ou outra família, pois Deus através do seu Espírito Santo nos convence do nosso pecado, e ao crermos e seguirmos a sua palavra seremos salvos, leiamos o que João diz:

S. João Cap. 1 Vers. 12 e 13

 

12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome;

13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.

 

Os nascidos de Deus e os nascidos dos revoltosos e os que ouvem a palavra de Deus, através de Jesus.

 

 

Copyright © 2008, www.embuscadaverdade.com.br. All rights reserved.
Webmaster : J.E.S.