Em Busca da Verdade...
Capítulo 5

O Segundo Plano Cristão- O Messias - à partir de Jesus

PARTE 7 -

Relacionamento dos dois Adãos

Capítulos

0- Introdução

1-Antes da Criação do Mundo

2- Período da Criação

3-Classificação dos anjos em relação aos povos da Terra

4-O Primeiro plano cristão - de Adão a Jesus (Dividido em 10 partes) leia as partes abaixo:

4.1-Adão o profeta

4.2- Adão a Noé

4.3- Primeiro pacto: Deus e Noé

4.4- Segundo pacto: Deus e Abrão

4.5-Terceiro pacto: Deus e Moises

4.6- Quarto pacto: Deus e Davi

4.7- Meios de comunicação

4.8- Análise do Profeta Isaias

4.9- Análise do Profeta Jeremias

4.10- Analise do Profeta Zacarias

5-O Segundo Plano Cristão- O Messias - apartir de Jesus (em 11 partes)

5.1- Jesus, o primeiro a ressuscitar dos mortos

5.2- Significado especial da palavra Vida e Morte

5.3- Cada um é responsável por seus atos

5.4- Os deveres dos servos Cristãos

5.5-Advertência às Igrejas Cristãs

5.6- Advertência aos Cristãos, para com o mundo espiritual

5.7- Relacionamento dos dois Adãos

5.8- Melquisedeque uma simples figura de Cristo

5.9- Jesus dá o relacionamento da família comforme quer

5.10- Classificação dos espíritos através do nascimento

5.11 Predições da vinda de Cristo nos últimos tempos

6-Juizo Final

7- Fim do Planeta Terra

 

 

 No segundo plano cristão,   tem-se um deslumbramento e um contraste fantástico entre as pregações das igrejas cristãs, e o que  se lê na bíblia indicado pelos profetas e apóstolos para o seguimento da  vida cristã. 

Já vimos que houve batalha no céu (II S. Pedro cap. 2  vers. 4) e  (Apocalipse cap. 12  vers. 7 a 9) e também em (S.Judas  cap.  1  vers.  13 e 14).

Os anjos que perderam essa batalha foram lançados na terra para juízo e junto com eles a seguir, vieram os anjos do Senhor, vencedores  da batalha no céu, dando assim uma segunda chance àqueles revoltosos. Puseram em risco novamente uma hierarquia de anjos comandada por Miguel, fiel à Deus,  Senhor do Universo.           

Mas desta vez não poderia ser por força nem por violência,  mencionado por ( Zacarias  cap. 4  vers. 6 ).   Mas sim, por um trabalho de paciência e renovo a seu tempo, de acordo  com os merecimentos de cada um dentro do livre arbítrio, como se pode concluir através das leituras dos trechos selecionados deste capitulo.    

 

Vocabulário:

Envileceu = perdeu a estima

 

Isaias - Cap. 9 - Vers.1 a 7

 

1  Mas a terra que foi angustiada não será entenebrecida. Ele envileceu, nos primeiros tempos, a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, a enobreceu junto ao caminho do mar, além do Jordão, a Galiléia dos gentios.

2  O povo que andava em trevas viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra de morte resplandeceu a luz.

3  Tu multiplicaste este povo e a alegria lhe aumentaste; todos se alegrarão perante ti, como se alegram na ceifa e como exultam quando se repartem os despojos.

4  Porque tu quebraste o jugo que pesava sobre ele, a vara que lhe feria os ombros e o cetro do seu opressor, como no dia dos midianitas.

5  Porque toda a armadura daqueles que pelejavam com ruído e as vestes que rolavam no sangue serão queimadas, servirão de pasto ao fogo.

6  Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

7  Do incremento deste principado e da paz, não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar em juízo e em justiça, desde agora e para sempre; o zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto.

I Samuel - Cap. 2 - Vers. 6 a 10

 

6  O SENHOR é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela.

7  O SENHOR empobrece e enriquece; abaixa e também exalta.

8  Levanta o pobre do pó e, desde o esterco, exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do SENHOR são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo.

9  Os pés dos seus santos guardará, porém os ímpios ficarão mudos nas trevas; porque o homem não prevalecerá pela força.

10  Os que contendem com o SENHOR serão quebrantados; desde os céus, trovejará sobre eles; o SENHOR julgará as extremidades da terra, e dará força ao seu rei, e exaltará o poder do seu ungido.

Obs: Veja que no versículo  9 há uma menção confirmando o que diz Zacarias 4:6 (o homem não prevalecerá pela força)

Em ( I Aos Corintios  cap. 15  ) , vê-se a relação de Adão e Jesus  e  tem-se como parte fundamental do plano cristão, o relacionamento dos dois Adãos. Ressuscitado dos mortos em pecado, dando o seu exemplo através das suas Leis, e a nós através da sua palavra.  Adão como primeiro profeta, anunciou aos povos através do conhecimento espiritual, porque antes de Adão não havia o conhecimento do pecado, existia somente o “corpo animal”,  desde o princípio. Mas depois de Adão o primeiro profeta, toma-se conhecimento do que era pecado.  Das coisas de Deus e das coisas dos homens.             

 

I Aos  Coríntios - Cap. 15 - Vers. 13 a 27

 

13  E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou.

14  E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé.

15  E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não ressuscitam.

16  Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou.

17  E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados.

18  E também os que dormiram em Cristo estão perdidos.

19  Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.

20  Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem.

21  Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem.

22  Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.

23  Mas cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda.

24  Depois, virá o fim, quando tiver entregado o Reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo império e toda potestade e força.

25  Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés.

26  Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte.

27  Porque todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele que sujeitou todas as coisas.

 

A passagem abaixo, já foi lida anteriormente, mas gostaria que o leitor a lesse mais uma vez, pois nesta fase deste livro podemos entender de uma maneira mais clara as mensagens dos Apóstolos e Profetas. Atenção especial  para os versículos  36 , 37  e 38  do texto abaixo, pois nesta passagem o Apóstolo está nos explicando sobre a reencarnação, pois nos estamos aqui desde o princípio da criação como anjos caídos, e viemos sendo purificados através das palavras dos Profetas e Apóstolos até os dias atuais. Temos o privilégio, que Jesus nos abreviou o caminho, pois através de seu sangue derramado na cruz, podemos hoje nos arrepender dos nossos pecados, para ser salvos e arrebatados junto a Ele, como foi o que aconteceu com o ladrão que estava ao seu lado na cruz.

 

I  Aos  Coríntios - Cap. 15 – Vers. 28  a  44

 

28  E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então, também o mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.

29  Doutra maneira, que farão os que se batizam pelos mortos, se absolutamente os mortos não ressuscitam? Por que se batizam eles, então, pelos mortos?

30  Por que estamos nós também a toda hora em perigo?

31  Eu protesto que cada dia morro gloriando-me em vós, irmãos, por Cristo Jesus, nosso Senhor.

32  Se, como homem, combati em Éfeso contra as bestas, que me aproveita isso, se os mortos não ressuscitam? Comamos e bebamos, que amanhã morreremos.

33  Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.

34  Vigiai justamente e não pequeis; porque alguns ainda não têm o conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa.

35  Mas alguém dirá: Como ressuscitarão os mortos? E com que corpo virão?

36  Insensato! O que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer.

37  E, quando semeias, não semeias o corpo que há de nascer, mas o simples grão, como de trigo ou doutra qualquer semente.

38  Mas Deus dá-lhe o corpo como quer e a cada semente, o seu próprio corpo.

39  Nem toda carne é uma mesma carne; mas uma é a carne dos homens, e outra, a carne dos animais, e outra, a dos peixes, e outra a das aves.

40  E corpos celestes e corpos terrestres, mas uma é a glória dos celestes, e outra, a dos terrestres.

41  Uma é a glória do sol, e outra, a glória da lua, e outra, a glória das estrelas; porque uma estrela difere em glória de outra estrela.

42  Assim também a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo em corrupção, ressuscitará em incorrupção.

43  Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor.

44  Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo animal, há também corpo espiritual.

 

 

Nesta continuação do mesmo capítulo,  Paulo nos fala que todos nos viemos para a Terra em pecado, como qualquer animal, a fim de nos reorganizarmos sujeitando-nos as leis divinas. Tudo o que tem vida, não obrigatoriamente se tornará espírito vivificante, pois isto apenas acontecerá quando vencermos a  nossa batalha espiritual individual, como Jesus que na última vez venceu e foi o primeiro a ressurgir dos mortos (em pecado). Também temos uma declaração que o primeiro homem (adão o terroso) feito “à nossa imagem conforme a nossa semelhança”(imagem universal) era animal, era terreno, porém o Adão da Eva, o segundo homem que era “a Sua Imagem, a imagem de Deus” era do Céu, que trouxe a “imagem do celestial”, ou seja como profeta trouxe as mensagens de Deus. Embora os homens hoje através do avanço tecnológico, estarem mandando foguetes para fora de nossa atmosfera, temos a afirmação que jamais poderemos fazer parte da vida universal, por sermos de carne e osso, e sermos geridos pelo sangue, que é energia do homem terreno, “porque jamais a carne e o sangue herdarão o reino dos céus”(I Cor. 15:50), obrigatoriamente teremos que passar por uma purificação, pois somos corruptíveis, pecadores  e  a partir do momento que nos tornemos incorruptíveis, vencermos o pecado,  seremos transformados em espíritos vivificantes retornando assim a nossa casa de origem o Universo.

I Aos  Coríntios  - Cap. 15 - Vers.  45  a  58     Em especial  (Vers. 51/52)

 

45  Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão, em espírito vivificante.

46  Mas não é primeiro o espiritual, senão o animal; depois, o espiritual.

47  O primeiro homem, da terra, é terreno; o segundo homem, o Senhor, é do céu.

48  Qual o terreno, tais são também os terrenos; e, qual o celestial, tais também os celestiais.

49  E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial.

50  E, agora, digo isto, irmãos: que carne e sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção.

51  Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados,

52  num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

53  Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.

54  E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então, cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.

55  Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?

56  Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.

57  Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.

58  Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

 

Existem pessoas materialistas, insensíveis, que são movidas através da sexualidade, vivem para seu próprio bem estar, procuram segurança através do poder do dinheiro, ignoram aquilo que possa contradizê-los e não sentem a necessidade que se deve ter,  da razão de dominar os desejos para a própria evolução.  No Céu ou Universo,  não existe casamento.  Lá existe só  o amor puro, universal, sem nenhuma ligação biológica,  característica essa,   da humanidade.

Leiamos abaixo:

S. Lucas - Cap. 20 - Vers.  27   a  40

 

27  E, chegando-se alguns dos saduceus, que dizem não haver ressurreição, perguntaram-lhe,

28  dizendo: Mestre, Moisés nos deixou escrito que, se o irmão de alguém falecer, tendo mulher e não deixar filhos, o irmão dele tome a mulher e suscite posteridade a seu irmão.

29  Houve, pois, sete irmãos, e o primeiro tomou mulher e morreu sem filhos;

30  e o segundo

31  e o terceiro também a tomaram, e, igualmente, os sete. Todos eles morreram e não deixaram filhos.

32  E, por último, depois de todos, morreu também a mulher.

33  Portanto, na ressurreição, de qual deles será a mulher, pois que os sete por mulher a tiveram?

34  E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento,

35  mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro e a ressurreição dos mortos nem hão de casar, nem ser dados em casamento;

36  porque já não podem mais morrer, pois são iguais aos anjos e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição.

37  E que os mortos hão de ressuscitar também o mostrou Moisés junto da sarça, quando chama ao Senhor Deus de Abraão, e Deus de Isaque, e Deus de Jacó.

38  Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos, porque para ele vivem todos.

39  E, respondendo alguns dos escribas, disseram: Mestre, disseste bem.

40  E não ousavam perguntar-lhe mais coisa alguma.

 

S. Mateus - Cap. 22 - Vers. 30  a  33

 

30  Porque, na ressurreição, nem casam, nem são dados em casamento; mas serão como os anjos no céu.

31  E, acerca da ressurreição dos mortos, não tendes lido o que Deus vos declarou, dizendo:

32  Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos.

33  E, as turbas, ouvindo isso, ficaram maravilhadas da sua doutrina.

 

Nestas passagens que leremos a seguir, veremos a razão pelas quais não poderá haver contatos com os seres do Universo sem a permissão de Deus e o seu intermediário Jesus Cristo, sem passarmos pelo crivo das leis de Deus. Dependemos unicamente do nosso entendimento e o cumprimento das leis e dos Profetas, pois como lemos abaixo, os santos tiveram que esperar pelo Primogênito da Criação, o primeiro e o ultimo, afim de ser o primeiro a ressucitar dos mortos, para que o processo pudesse se cumprir, começando então o arrebatamento para Deus.

S. Mateus - Cap. 27 - Vers. 52/53

 

52  E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados;

53  E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na Cidade Santa e apareceram a muitos.

 

I S. Pedro - Cap. 1 - Vers. 3 a 9 (5)

 

3  Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,

4  Para uma herança incorruptível, incontaminável e que se não pode murchar, guardada nos céus para vós

5  Que, mediante a fé, estais guardados na virtude de Deus, para a salvação já prestes para se revelar no último tempo,

6  Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações,

7  para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória na revelação de Jesus Cristo;

8  Ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso,

9  Alcançando o fim da vossa fé, a salvação da alma.

 

Dicionário

Hades = inferno

S. Lucas - Cap. 16 - Vers. 19 a 31

 

19  Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente.

20  Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele.

21  E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.

22  E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico e foi sepultado.

23  E, no Hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão e Lázaro, no seu seio.

24  E, clamando, disse: Abraão, meu pai, tem misericórdia de mim e manda a Lázaro que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

25  Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro, somente males; e, agora, este é consolado, e tu, atormentado.

26  E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para cá.

27  E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai,

28  pois tenho cinco irmãos, para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.

29  Disse-lhe Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos.

30  E disse ele: Não, Abraão, meu pai; mas, se algum dos mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.

31  Porém Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.

 

Esta parábola   dá uma abertura e a idéia dos planos espirituais em que se encontram as pessoas após a morte material. Jesus dá o exemplo claro que as pessoas não ficam dormindo após a morte, esperando o juízo final. Alguns, vão para um plano que se compara ao inferno, pois no vers. 23 ele diz: “ E no inferno ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.” Naquele momento ele pôde ver a situação em que se encontrava, em tormenta e sofrimento e pede à Abraão que mande Lázaro avisar seus familiares, seu pai e seus irmãos, e que lhes mostrasse a situação em que ele se encontrava. Mas Abraão lhe diz: Existe um abismo entre mim e ti.  E se eles não obedeciam às leis, não seria através da consulta aos que já haviam morrido materialmente que iria resolver. Dá a entender que dependendo do estado de consciência perante às Leis, é que seremos julgados.  Pois é num estado de consciência do que é certo ou errado que se determina a direção quanto ao destino de cada um:    Para o céu ou para o inferno, simples e claramente.    se teve a oportunidade de ler o caso de Saul, que foi História entre o povo de Israel, e é o exemplo puro do estado de consciência de uma pessoa, pois quando se achava cercado pelo exército inimigo, se desespera e procura alguém que pudesse falar com os mortos,  para fazer uma consulta sobre o que deveria decidir. Apesar de já termos comentado esta história, repetiremos novamente.....Saul tinha se afastado de Deus, perseguiu os videntes e adivinhos e os mandava matar.  E naquele momento de desespero apelou justamente para aquilo que abominava  a  consulta aos mortos. Apesar de estar disfarçado, a vidente o reconhece e fica muito assustada, ciente que lhe mandaria matar. Mas Saul garante desta vez que nada faria contra ela. Ela então faz com que o profeta Samuel, que já havia morrido, se apresente à ela para que Saul possa consultá-lo. Em razão dos fatos e na situação em que se encontrava Saul perante Deus, Samuel, nada podia fazer, a não ser confirmar como ele Saul, iria morrer;  Naquela mesma noite Saul cai morto à espada pelos seus inimigos.  Portanto, quando se  está seguro na fé em Deus, os Seus anjos acampam em nossa volta  e   não se  tem a mínima necessidade de consultar o dia de amanhã, pois é a paz de espírito  que  conforta.  Quando não se está com a consciência  tranqüila  perante Deus, é melhor começar   a  se preocupar,  porque, quando vier a hora de deixar este mundo, poderá ser tarde e não haverá mais tempo para reparar as nossas faltas,  fica-se à mercê dos  inimigos, da mesma forma que Saul e Davi se encontraram, após ter cometido suas faltas.    

 Jó se lamenta por não entender a sua provação. Chega a achar que não há esperança para o homem, ao contrario das plantas e outros exemplos dados por ele.    Era justo e não merecia estar passando por aquela provação. Foi testado como  se sabe, por uma contenda com Deus e satanás para provar a fidelidade dele ( Jó ) para com Deus. Apesar de deixar que satanás o torturasse de todo modo, tirando os bens,  sua família e até mesmo seu corpo,  pois virou uma só ferida,  Jó apesar de tudo, não blasfemou contra Deus. Ele só não estava entendendo sua situação, de pivô de uma disputa espiritual. Diz Paulo: se sofrermos algum mal sem merecermos, é bom aos olhos do Senhor, porque testamos a nossa fé e fidelidade para com Deus.

 

Jó se lamenta das tentações.

 Jó - Cap. 14 - Vers. 1 a  22

 

1  O homem, nascido da mulher, é de bem poucos dias e cheio de inquietação.

2  Sai como a flor e se seca; foge também como a sombra e não permanece.

3  E sobre este tal abres os teus olhos, e a mim me fazes entrar em juízo contigo.

4  (Quem do imundo tirará o puro? Ninguém!)

5  Visto que os seus dias estão determinados, contigo está o número dos seus meses; e tu lhe puseste limites, e não passará além deles.

6  Desvia-te dele, para que tenha repouso, até que, como o jornaleiro, tenha contentamento no seu dia.

7  Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos.

8  Se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó,

9  ao cheiro das águas, brotará e dará ramos como a planta.

10  Mas, morto o homem, é consumido; sim, rendendo o homem o espírito, então, onde está?

11  Como as águas se retiram do mar, e o rio se esgota e fica seco,

12  assim o homem se deita e não se levanta; até que não haja mais céus, não acordará, nem se erguerá de seu sono.

13  Tomara que me escondesses na sepultura, e me ocultasses até que a tua ira se desviasse, e me pusesses um limite, e te lembrasses de mim!

14  Morrendo o homem, porventura, tornará a viver? Todos os dias de meu combate esperaria, até que viesse a minha mudança.

15  Chamar-me-ias, e eu te responderia; afeiçoa-te à obra de tuas mãos.

16  Mas agora contas os meus passos; não estás tu vigilante sobre o meu pecado?

17  A minha transgressão está selada num saco, e amontoas as minhas iniqüidades.

18  E, na verdade, caindo a montanha, desfaz-se; e a rocha se remove do seu lugar.

19  As águas gastam as pedras; as cheias afogam o pó da terra; e tu fazes perecer a esperança do homem.

20  Tu para sempre prevaleces contra ele, e ele passa; tu, mudando o seu rosto, o despedes.

21  Os seus filhos estão em honra, sem que ele o saiba; ou ficam minguados, sem que ele o perceba;

22  mas a sua carne, nele, tem dores; e a sua alma, nele, lamenta.

 

Gostaria que o leitor prestasse a atenção no exemplo dado por Paulo à respeito dos ramos enxertados das oliveiras e do zambujeiro que se encontra na passagem logo abaixo.

Paulo retrata a situação real da humanidade dando um exemplo de uma oliveira, como se fosse uma parábola,  em uma situação normal de vida dentro de um programa, onde só se poderá concluir uma situação: a recuperação de um indivíduo no caminho da  peregrinação,  desde o inicio da criação da humanidade à partir de Adão,  até o final dos tempos.  Paulo fala do povo de Israel e de outras Nações mas toca principalmente no homem através da família, do nascimento, da credulidade do seu povo e do indivíduo como ser humano, que à toda hora está posto às Leis, para que sua fé seja provada à todo o instante.   Ele dá o exemplo da ramificação da oliveira e seus ramos que serão podados e enxertados por zambujeiros.  Transformando essas palavras em uma família que é o que ele quis dizer, vê-se que em uma casa de crentes em Deus, se alguns dos seus membros vierem a morrer em morte física e estiverem em pecado contra Deus, eles  morrem  em pecado. Da mesma forma, uma família cujas origens de espírito sejam santas, poderá Deus introduzir ou enxertar um espírito não de origem santa, mas que de alguma sorte poderá ser convertido, naquela boa família.  Aí está a paciência dos Santos!  Para que todos tenham uma mesma oportunidade e para que ninguém se perca, mas que todos se salvem através de uma ou talvez mais oportunidades.( ver 23 e 24)  Desta mesma forma Jeremias fala dando o exemplo do vaso do oleiro, no trecho que se segue após Paulo falar na carta aos Romanos.   Deve-se  lembrar também,  que  fomos feitos do pó do chão.  Adão, o terroso.                            

Aos Romanos - Cap. 11 - Vers. 14 a  25

 

14  para ver se de alguma maneira posso incitar à emulação os da minha carne e salvar alguns deles.

15  Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos?

16  E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são.

17  E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles e feito participante da raiz e da seiva da oliveira,

18  não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.

19  Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado.

20  Está bem! Pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé; então, não te ensoberbeças, mas teme.

21  Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que te não poupe a ti também.

22  Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas, para contigo, a benignidade de Deus, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira, também tu serás cortado.

23  E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar.

24  Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!

25  Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.

 

Gostaria de ressaltar que hoje as igrejas de um modo geral pregam estas passagens fora do verdadeiro contexto, pois como não acreditam em reencarnação, pensam que tais passagens se referem ao cristão que está fora da vontade de Deus, o que não contestamos, simplesmente entendemos que o verdadeiro significado destas passagens se referem a uma outra chance de vida.

 

Jeremias - Cap. 18 - Vers. 1 a 6 (4)

1 A palavra que veio do Senhor a Jeremias, dizendo:

2 Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras.

3 Desci, pois, à casa do oleiro, e eis que ele estava ocupado com a sua obra sobre as rodas.

4 Como o vaso, que ele fazia de barro, se estragou na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme pareceu bem aos seus olhos fazer.

5 Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:

6 Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

 

Isaias também está falando da mesma coisa.....

Isaias -  Cap. 55 - Vers. 6 a 13  (10)

6 Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

7 Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos; volte-se ao Senhor, que se compadecerá dele; e para o nosso Deus, porque é generoso em perdoar.

8 Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.

9 Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.

10 Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come,

11 assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.

12 Pois com alegria saireis, e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores de campo baterão palmas.

13 Em lugar do espinheiro crescerá a faia, e em lugar da sarça crescerá a murta; o que será para o Senhor por nome, por sinal eterno, que nunca se apagará.

 

 

Isaias - Cap. 40 - Vers. 5 a 14 (7 )

 

6  Voz que diz: Clama; e alguém disse: Que hei de clamar? Toda carne é erva, e toda a sua beleza, como as flores do campo.

7  Seca-se a erva, e caem as flores, soprando nelas o hálito do SENHOR. Na verdade, o povo é erva.

8  Seca-se a erva, e caem as flores, mas a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.

9  Tu, anunciador de boas-novas a Sião, sobe a um monte alto. Tu, anunciador de boas-novas a Jerusalém, levanta a voz fortemente; levanta-a, não temas e dize às cidades de Judá: Eis aqui está o vosso Deus.

10  Eis que o Senhor JEOVÁ virá como o forte, e o seu braço dominará; eis que o seu galardão vem com ele, e o seu salário, diante da sua face.

11  Como pastor, apascentará o seu rebanho; entre os braços, recolherá os cordeirinhos e os levará no seu regaço; as que amamentam, ele as guiará mansamente.

12  Quem mediu com o seu punho as águas, e tomou a medida dos céus aos palmos, e recolheu em uma medida o pó da terra, e pesou os montes e os outeiros em balanças?

13  Quem guiou o Espírito do SENHOR? E que conselheiro o ensinou?

14  Com quem tomou conselho, para que lhe desse entendimento, e lhe mostrasse as veredas do juízo, e lhe ensinasse sabedoria, e lhe fizesse notório o caminho da ciência?

 

A carta aos Hebreus, nos adverte que uma vez que você recebeu a salvação, através do conhecimento da Palavra de Deus, e você volta a pecar, você estará muito mais perto da condenação do que da salvação, mesmo que venha a se arrepender, leiamos:

Aos  Hebreus - Cap. 6 - Vers. 1 a  8 ( 4/ 5/ 6 )

 

1  Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus,

2  e da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno.

3  E isso faremos, se Deus o permitir.

4  Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo,

5  e provaram a boa palavra de Deus e as virtudes do século futuro,

6  e recaíram sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus e o expõem ao vitupério.

7  Porque a terra que embebe a chuva que muitas vezes cai sobre ela e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada recebe a bênção de Deus;

8  mas a que produz espinhos e abrolhos é reprovada e perto está da maldição; o seu fim é ser queimada.

 

Oséias neste trecho nos avisa que  temos que voltar para o Senhor, pois ele nos atará e que no terceiro dia nos ressuscitará, ou seja, já estamos no ultimo milênio.

No versículo 7 Oséias fala que da mesma forma que Adão transpassou a barreira do pecado, nos também o fizemos um dia.

No Versículo 11, o Profeta nos fala que também o povo de Deus será ceifado, pois quando Jesus veio, o povo não o reconheceu, abrindo espaço para todos os povos.

O julgamento já começou com Jesus, que foi o primeiro a ressucitar dos mortos (I Pe. 4:17).

 

Dicionário:

Aleivosamente = Traiçoeiramente

Oséias - Cap. 6 - Vers. 1 a 11 (1/ 2/ 7/ 11 )

1 Vinde, e tornemos para o Senhor, porque ele despedaçou e nos sarará; fez a ferida, e no-la atará.

2 Depois de dois dias nos dará a vida: ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante dele.

3 Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como a chuva serôdia que rega a terra.

4 Que te farei, ó Efraim? que te farei, ó Judá? porque o vosso amor é como a nuvem da manhã, e como o orvalho que cedo passa.

5 Por isso os abati pelos profetas; pela palavra da minha boca os matei; e os meus juízos a teu respeito sairão como a luz.

6 Pois misericórdia quero, e não sacrifícios; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.

7 Mas eles transpassaram o concerto, como Adão; eles se portaram aleivosamente contra mim.

8 Gileade é cidade de malfeitores, está manchada de sangue.

9 Como hordas de salteadores que espreitam alguém, assim é a companhia dos sacerdotes que matam no caminho para Siquém; sim, cometem a vilania.

10 Vejo uma coisa horrenda na casa de Israel; ali está a prostituição de Efraim; Israel está contaminado.

11 Também para ti, ó Judá, está determinada uma ceifa. Ao querer eu trazer do cativeiro o meu povo,

 

I S. Pedro - Cap. 4  - Vers. 17 a 18

 

17 Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?

18 E se o justo apenas se salva, onde comparecerá o ímpio e o pecador?

 

 

 

 

Copyright © 2008, www.embuscadaverdade.com.br. All rights reserved.
Webmaster : J.E.S.